RISCO

Prestes a receber alta, bebê morre no Cisam após infecção hospitalar

No entanto, outras oitos crianças permanecem no local por conta superlotação do Cisam e por não ter para onde transferi-las

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 15/09/2017 às 16:49
Leitura:

Imagem

Uma criança que estava prestes a receber alta do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), no bairro da Encruzilhada, na Zona Norte do Recife, morreu na última quarta-feira (13), vítima de uma infecção hospitalar, causada por uma bactéria. O caso fez a direção da unidade interditar o setor onde o recém-nascido com 28 dias estava internada por 72 horas.

O diretor do Cisam, Olímpio Morais, explicou que o problema é que, mesmo com o risco de contaminação, as outras oito crianças permanecem no local porque não têm para onde serem transferidas. “Esses leitos, estamos tentando esvaziar enfermarias de mulheres para tirar os leitos. Só que a maternidade, quando tivemos intervenção, estava com superlotação”, explicou.

Confira os detalhes na reportagem de Isa Maria:

Superlotação no atendimento de mulheres

A quantidade de mulheres que chegam diariamente no Cisam é muito maior do que o número de profissionais que têm para atende-las. Nesta quinta-feira (14), por exemplo, tinham mais de 200 mulheres internadas sendo que a unidade tem apenas 104 leitos.

Segundo Olímpio Morais, a falta de profissionais é extremamente grave, mas que só será resolvido com a realização de um concurso público.

Mais Lidas