INVESTIGAÇÃO

Câmeras de monitoramento na Entra Apulso seriam usadas por criminosos

Um dia após um carro ser incendiado com dois corpos dentro, a polícia foi até a Entra Apulso, em Boa Viagem, e encontrou os equipamentos

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 18/09/2017 às 17:30
Leitura:

Imagem

Durante uma ação realizada nesta segunda-feira (18) na comunidade Entra Apulso, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, a polícia encontrou dezenas de câmeras de monitoramento presas em postes. Neste domingo (17), um carro foi queimado com dois corpos dentro no local.

Os equipamentos não seriam nem da Secretaria de Defesa Social e nem da CTTU e, a polícia suspeita que elas pertenciam a traficantes da região. As câmeras foram desmontadas pelos policiais do 19º batalhão de Polícia Militar e do Grupo de Apoio Tático (GATI). O local de monitoramento não foi revelado.

Leia também

Duplo homicídio assusta moradores de Boa Viagem

Pernambuco registra quase 4 mil assassinatos em oito meses

Delegado credita ousadia de criminosos à certeza da impunidade

Atendente disse que era trote, diz homem que tentou denunciar crime no Recife

As câmeras devem ser periciadas pelo Instituto de criminalística. Segundo os agentes, os equipamentos serviriam para que os traficantes monitorassem a movimentação da Polícia na comunidade.

O repórter Felipe Vieira conversou com Graça Araújo sobre o assunto. Ouça:

Em uma entrevista coletiva realizada na manhã dessa segunda (18), o delegado Luiz Andrey Oliveira armou que isso foi detectado pela Polícia e que será investigado. "Nós estamos analisando ainda. A câmera foi vista pela delegada do DHPP que esteve no local, e repassada para o delegado Francisco Océlio, que cará responsável pelo caso, e isso faz parte da investigação", explicou.

No local onde o carro foi carbonizado, é possível ver várias marcas de bala nas paredes, além de manchas deixadas pelo fogo no asfalto.

Mais Lidas