POLÍTICA

"Nós vamos procurar uma convivência", diz Jarbas sobre FBC

O deputado Jarbas Vasconcelos comentou sobre a entrada de Fernando Bezerra Coelho no PMDB, após um ato de desbravo na noite desta segunda-feira

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 19/09/2017 às 1:44
Leitura:

Imagem

Após participar de um ato de desbravamento que reuniu lideranças políticas a favor dele na noite desta segunda-feira (18) no Empresarial JCPM, o deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) disse em entrevista que vai buscar ter uma "convivência" com o senador Fernando Bezerra Coelho em prol do crescimento do partido no qual e fundador, mas demonstrou que não vai ser intimidado e que tem grande apoio no estado.

Confira mais detalhes no flash do repórter Thales Kirion:

Entenda o impasse

O senador Fernando Bezerra Coelho se filiou ao PMDB por Brasília, especula-se que o objetivo seja assumir a liderança do partido aqui e fazer oposição à parceria da segunda candidatura do governador Paulo Câmara (PSB) a gestão de Pernambuco, que atualmente divide a governabilidade com o vice Raul Henri (PMDB). Especula-se ainda, que FBC visa lançar o filho dele (o ministro Fernando Bezerra Coelho Filho) para concorrer às eleições no estado.

Em discurso na Câmara, na última terça-feira (12), Jarbas usou o termo "traição" para adjetivar a forma como FBC agiu. "Quero deixar registrado que jamais me curvarei diante da mesquinharia de homens que, usufruindo de um poder efêmero e frágil, buscam atingir aqueles que, como eu, sempre militaram em nome da democracia, da justiça e da coerência", disparou.

Em discurso FBC respondeu as críticas de Jarbas Varconcelos.“Fácil falar de barganhas políticas a nível federal com o objetivo de atingir pessoas, mas não reconhecer as mesmas barganhas a nível estadual é uma tremenda incoerência ou cinismo. Será que são as secretarias e órgãos estaduais que explicam a flexibilidade do deputado Jarbas Vasconcelos que explicam alianças políticas que até as eleições passadas condenava?”, rebateu FBC.

A filiação causou imenso burburinho na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Na última quinta-feira (14), o deputado estadual Tony Gel, líder do partido na Alepe, comentou o processo de filiação de FBC. "É apenas um pretexto para que o senador Fernando Bezerra Coelho, que se filiou lá por Brasília, possa assumir o partido e levá-lo para a oposição ao governador Paulo Câmara", reforçou.

O presidente nacional da legenda, o senador Romero Jucá em entrevista ao Jornal do Commércio, garantiu que o diretório estadual não vai ser destituído, mas destacou que o PMDB terá um candidato próprio para as eleições de 2018.

Mais Lidas