MANIFESTAÇÃO

Taxistas protestam no Recife contra aplicativos de transporte individual

A categoria realiza uma carreata em direção ao Palácio do Campo das Princesas e o MPPE

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 19/09/2017 às 8:42
Leitura:

Imagem

*Do JC Trânsito, com informações de Rafael Carneiro da Rádio Jornal

Em mais um ato contra os aplicativos de transporte individual, grupos de taxistas realizam um protesto, na manhã desta terça-feira (19), na Avenida Agamenon Magalhães, no bairro de Salgadinho, na divisa entre Recife e Olinda e no Cais José Estelita, no bairro de São José, na área Central do Recife. A categoria realizará uma carreata em direção ao Palácio do Campo das Princesas e à sede do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com saída às 9h.

Segundo a categoria, o movimento é nacional. Os taxistas são contrários aos aplicativos de transporte particular, como o Uber, e pedem para que haja mais fiscalização aos motoristas destas plataformas. De acordo com o presidente do Sindicato dos Taxistas de Pernambuco, Everaldo Menezes, que organiza o protesto partindo o Cais José Estelita, uma lista de reivindicações será entregue ao MPPE.

Taxistas seguem para o Palácio e para o MPPE

"É um protesto nacional e estamos pedindo para que haja mais fiscalização contra estes transportes. Também queremos mais pontos de táxis e uma série de coisas que temos escrito e vamos entregar o Ministério Público", declarou Everaldo, em entrevista à TV Jornal. Já a manifestação que parte da Avenida Agamenon Magalhães, é realizada pela Frente dos Taxistas de Pernambuco. Eles seguirão pela Avenida Cruz Cabugá, em direção ao Palácio do Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, na área Central do Recife.

"O objetivo do nosso movimento é fazer com que o Governo faça cumprir a lei e dê uma posição, porque os taxistas não estão aguentando mais. Em seguida vamos para o Ministério Público levar um dossiê, mostrando diversas irregularidades que alguns aplicativos estão cometendo", afirmou Jaelson Miguel, da Frente, em entrevista à Rádio Jornal. A expectativa é de que taxistas das cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) e do interior do Estado participem do movimento.

Mais Lidas