Greve

Sucatear Correios é projeto de Governo para privatizar, diz sindicato

Representante do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios afirmou que a greve vai de encontro ao sucateamento da empresa

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/09/2017 às 11:38
Leitura:

Imagem

A greve deflagrada pelos funcionários do Correios nesta terça-feira (19) atinge 31 dos 36 sindicatos no Brasil, inclusive o de Pernambuco. O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Pernambuco (Sintect-PE) informou que dois mil funcionários aderiram ao movimento que denuncia o sucateamento da empresa, que seria um 'projeto de governo para a privatização', segundo o sindicato.

"Nossa greve reivindica melhores condições de trabalho e melhores salários, e pelo fim do sucateamento dos Correios pelo presidente Guilherme Campos (PSD). A greve está muito forte. No próximo dia 26, os sindicatos de Rio de Janeiro e São Paulo farão assembléia e provavelmente entrarão em greve também. Os ataques estão sendo muito fortes. É um projeto do Governo, encabeçado pelo Guilherme Campos, para sucatear os Correios e vender a empresa", disse Luciano Silva, diretor do Sintect-PE.

Os direitos do consumidor em caso de greve dos Correios

Os Correios são responsáveis pela entrega de 50% de cartas e encomendas em todo o Brasil e não realiza concursos públicos desde 2011, o que gera um déficit no atendimento. "O fato dos Correios não entregar o boleto ou a fatura não isenta o consumidor de efetuar o pagamento. Você tem o dever de procurar o fornecedor para pagar", disse Roberto Campos, gerente de fiscalização do Procon-PE.

Mais Lidas