EVOLUÇÃO

Médico diz que Alexandre Farias tem vencido uma batalha a cada dia

O jornalista Alexandre Farias está internado há quase uma semana no hospital após ser atingido na cabeça durante tiroteio entre policiais e criminosos

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 22/09/2017 às 16:14
Leitura:

Imagem

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta sexta-feira (22) no Hospital Unimed, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, os médicos que acompanham a evolução do jornalista Alexandre Farias informaram que, apesar do estado grave do paciente, ele apresenta aspectos de progressão e responde bem aos estímulos feitos pelos médicos.

O diretor médico do hospital, Guilherme Delduque, informou que Alexandre tem vencido uma batalha a cada dia e que diariamente são feitas tomografias nele. "O quadro de Alexandre continua um quadro grave que necessita de cuidados intensivos de UTI, mas Alexandre vem apresentando evoluções positivas (...) Dia após dia ele vem vencendo essa batalha", disse.

Ouça a entrevista com o médico:

A equipe médica desligou a sedação do jornalista, que encontra-se em coma induzido, por alguns minutos e ele apresentou reação a alguns movimentos. Nos próximos dias, Alexandre Farias será submetido a uma traqueostomia, intervenção cirúrgica que consiste na abertura de um orifício na traqueia e na colocação de uma cânula para a passagem de ar. "A gente está programando uma traqueostomia para melhorar o padrão ventilatório, proteger a corda vocal dele", contou o Delduque.

Nas próximas 48 horas, os médicos pretendem tirar toda a sedação de Alexandre Farias. O próximo boletim médico será divulgado neste sábado.

Relembre o caso

O jornalista estava voltando das compras em um supermercado quando foi baleado dentro de seu carro, no sábado (16). Ele estava a caminho de casa, no bairro do Alto do Moura, em Caruaru quando ficou no meio de um tiroteio causado por uma perseguição policial contra supostos bandidos que estariam em um carro roubado.

Na perseguição dois socorristas do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), que atendiam uma vítima de um
acidente de trânsito nas proximidades, foram atropelados pelos fugitivos. As três pessoas foram socorridas e passam bem.

Prisão de suspeitos

Rapidamente a polícia prendeu o grupo suspeito de participar da troca de tiros com a polícia. Na segunda-feira (18), a polícia prendeu José Ranieri de Oliveira Simões, de 32 anos, Vagner Santos Figueiredo, de 30, e Victor Luiz Bezerra da Silva, 20, além de uma mulher que dava cobertura aos suspeitos. Um outro suspeito foi morto durante troca de tiros com a polícia. Igor Alves do Nascimento era integrante do PCC. Na terça-feira (19), Jeferson Santos da Silva, 26, e Pedro Guilherme, de idade não informada também foram presos.

Mais Lidas