Bolsonaro diz que mulher não precisa de lei do feminicídio, e sim de um '380 na cintura'

Bolsonaro defendeu a legalização de armas em vídeo publicado nas redes sociais

BOLSONARO

Rádio Jornal

Imagem

Pré-candidato a presidência da República em 2018, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) defendeu mais uma vez a legalização do porte de armas. A novidade é que Bolsonaro afirma que a mulher não precisa da lei do feminicídio para se defender, e sim de uma arma “380 na cintura”.

O vídeo, gravado nessa sexta-feira (22) no refeitório da Câmara dos Deputados, mostra Bolsonaro conversando. O deputado inicia dizendo que o problema do Brasil é a punição que não tem. “Quando o cara é detido, é preso, é julgado, depois vai para progressão e pena, já era. Daí fica inventando ‘lei do feminicídio'”, afirmou.

Durante a conversa que só havia homens, ele continuou a questionar a lei e declara que as mulheres precisam de armas para se defender. “Qual a diferença matar o teu pai ou tua mãe, me responda? Nenhuma! O que mulher precisa para se defender, de uma arma, cara. Você vai fazer uma besteira uma mulher que você sabe que está armada em casa? Não vai”, indagou.

Confira o vídeo publicado nas redes sociais de Bolsonaro

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO