INVESTIGAÇÃO

Suspeita de matar e abandonar recém-nascido em lixão em Palmares é presa

O recém-nascido foi encontrado morto em um lixão na cidade da Mata Sul no sábado (23) e ainda estaria com o cordão umbilical

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 29/09/2017 às 16:23
Leitura:

Imagem

A polícia prendeu na tarde desta sexta-feira (29) a principal suspeita de ter matado o próprio filho recém-nascido e jogado o corpo da criança no lixo. Ela foi detida em Palmares, na Zona da Mata Sul.De acordo com o 10º Batalhão da Polícia Militar, a suspeita informou que tomou medicamentos para abortar a criança, que já estava no nono mês de gestação na última sexta-feira. A mulher confessou o crime e detalhou como tudo ocorreu. “Quando eu tive ele já nasceu sem vida mesmo, eu tinha tomado o remédio...eu botei na bolsa e pronto...quando o carro passou eu botei lá e o carro levou”, comentou. Ainda segundo a suspeita, a gravidez era escondida e o parto foi realizado dentro de sua casa.

Ela alegou também que tomou a decisão, pois era agredida pelo pai do menino. "Eu estava morando com essa pessoa e ele queimou minha casa, queimou meu quarto todinho, queimou minha cama, quase minha casa, né? Aí eu abandonei por causa dele", disse. A Delegacia de Palmares investiga o caso. O laudo sobre a morte da criança só deve sair depois de 30 dias.

Ouça os detalhes com Thales Kírion:

Relembre o caso

O bebê do sexo masculino foi encontrado por catadores no aterro sanitário Quilombo Um, em Palmares, no sábado (23). O recém-nascido estaria ainda com o cordão umbilical quando foi encontrado por um catador de materiais recicláveis, no aterro sanitário Quilombo 1, no lixão de Palmares. Ele estava enrolado em um lençol dentro de um saco plástico.

Mais Lidas