Interdição

Quatro bares do Centro do Recife são interditados

Falta de alvarás de funcionamento e sonoro e atestado de regularidade dos bombeiros foram argumentos utilizados para interditar quatro bares no centro

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/10/2017 às 16:21
Leitura:

Imagem

Quatro bares do bairro da Boa Vista, no Centro do Recife, foram interditados, na noite dessa quinta-feira (28), durante uma operação da Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife (Dircon). O Toca dos Gatos e o Gordo e o Magro, na Rua das Ninfas, e o Place Bar e o Soy Bar, na Avenida Manoel Borba, tiveram as portas fechadas pela pasta da Prefeitura do Recife. A ação teve como objetivo atender às denúncias dos moradores da área e garantir a regularidade dos estabelecimentos.

De acordo com a Dircon, os estabelecimentos foram interditados por falta de alvarás de funcionamento e sonoro, atestado de regularidade dos Bombeiros, além de ocupação irregular do passeio público. Ao todo, 24 cadeiras e seis mesas foram apreendidas. A ação também contou com o apoio do 16º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco, da Guarda Municipal e da Guarda Ambiental.

Segundo a diretora executiva de Controle Urbano, Cândida Bomfim, antes das interdições, os proprietários são orientados pelos fiscais. "Há cerca de dois meses, convidamos todos os estabelecimentos da área para uma reunião, onde houve a advertência por parte da Dircon. Ainda assim, além da atividade sem os alvarás de funcionamento e sonoro, as denúncias de ocupação irregular do passeio público e da faixa de rolamento persistiram", explica

Investigações continuam

A Dircon fiscalização de casas de festa, bares, boates e casas de festas infantis desde 2013, visando a segurança da população e dos frequentadores e o cumprimento do Decreto Municipal 27.248/13. No total, mais de 170 estabelecimentos foram vistoriados, com cerca de 70 interdições. As ações são fundamentais para a segurança da população e a Prefeitura do Recife tem atuado de maneira intensa na fiscalização dos estabelecimentos.

A população pode realizar denúncias através do número (81) 3355.2121 e o 3355.8787.

Mais Lidas