POLÌTICA

Vereador de São Lourenço é indiciado por falsidade ideológica

Dênis Alves da silva, do Podemos, é Presidente da Câmara dos Vereadores de São Lourenço e é suspeito de abrir empresas fantasmas em nome de terceiros

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 06/10/2017 às 17:34
Leitura:

Imagem

A Polícia Civil de Pernambuco indiciou o Presidente da Câmara dos Vereadores de São Lourenço da Mata , Dênis Alves da Silva, do Podemos, e o assessor Antônio de Castro Pereira pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

Os dois são suspeitos de abrir empresas laranja que atuavam no mercado de produtos hospitalares.

As investigações começaram há 2 meses e mostram que o vereador usou nomes e números de documentos de terceiros para abrir empresas de fachada.

O vereador pode ter obtido benefícios em licitações públicas. De acordo com o Delegado Seccional de São Lourenço, Ricardo Silveira, o politico fornecia material para hospitais de grande porte do Recife.

Os suspeitos

Dênis Alves da Silva prestou depoimento na terça-feira (3) e negou as acusações. o político ele foi afastado das atividades da câmara e permance em liberdade. Em relação ao assessor, existe um pedido de prisão preventiva aberto contra ele, que não foi localizado pela polícia.

As informações na reportagem de Juliana Oliveira

Mais Lidas