Redes Sociais

Em meio a debate sobre desarmamento, Bolsonaro apoia política de armas americana

Após atentado em Las Vegas e discussão sobre desarmamento nos EUA, Bolsonaro utiliza pistola .50 em clube de tiro em Miami

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 09/10/2017 às 11:48
Leitura:

Imagem

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) postou uma vídeo em uma de suas redes sociais, no último domingo (8), utilizando uma pistola .50 em clube de tiro em Miami, no estado americano da Flórida. No registro, Bolsonaro afirma "Isso é Estados Unidos. Isso eu quero para o meu Brasil", e defende o uso do armamento por policiais brasileiros.

"Para nós evitarmos aquele problema do policial civil, militar, PRF, ao abater um inimigo que estava atirando nele e ser condenado por excesso, por ter dado mais de dois tiros, quem sabe no futuro a gente possa botar essa arma para ser usada no Brasil. É um tiro só. É um saco de cimento no peito do bandido. Acabou a história", disse Jair Bolsonaro.

O político, mostrando o alvo após o disparo, ainda brinca. "Até que não estou tão mal assim, tá ok? Isso é os Estados Unidos. Isso eu quero para o meu Brasil", afirmou o deputado.

Desarmamento é discutido nos EUA após atentado

Na última semana, um atirador deixou 59 pessoas mortas e mais de 500 feridas após interromper, do alto de um prédio, um show de música country realizado em Las Vegas. Este foi considerado o maior massacre com arma de fogo da história dos Estados Unidos. Steph Paddock, 64, foi identificado com o autor dos disparos e cometeu suicídio após a chegada da polícia.

O atentado levantou o questionamento sobre as políticas armamentistas nos EUA. A maioria dos estados americanos permite o porte de armas e, no apartamento onde o suspeito cometeu os disparos contra a multidão, mais de 10 rifles foram encontrados.

Mais Lidas