DUPLO HOMICÍDIO

Duplo homicídio na Entra a Pulso foi motivado por vingança

Não ficou provado que as vítimas tinham ligação com tráfico, mas executores achavam que eles teriam dado informações a traficantes da Entra a Pulso

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 20/10/2017 às 17:32
Leitura:

Imagem

Dois jovens que foram mortos na Entra a Pulso, em Boa Viagem, no mês de setembro, foram vítimas da guerra pelo comando do tráfico em comunidades rivais. Depois da execução eles tiveram os corpos colocados em um carro, que foi incendiado em seguida.

A equipe do delegado Francisco Océlio apresentou os detalhes da investigação. De acordo com ele, o pedreiro e ambulante Diego Vieira da Rocha, de 26 anos, e Luan Pedro da Silva, de 22 anos, que também era ambulante, moravam na comunidade Irmã Dorothy, na Imbiribeira e foram mortos por vingança.

Traficantes da comunidade onde moravam teriam cometido a execução por acreditarem que eles teriam passado informações sobre a localização de um traficante rival, que acabou sendo executado dias antes. No entanto a Polícia não encontrou nenhum indício que os dois jovens tivessem ligação com o tráfico de drogas.

Quatro pessoas participaram do crime. Uma delas já está presa. Um homem conhecido como Paulo da Vaca, que teve um desentendimento com Diego, mas que de acordo com o delegado, não tem a ver com o assassinato. Outros três suspeitos continuam foragidos, entre eles um adolescente de 17 anos.

Confira os detalhes com o repórter Leopoldo Monteiro

Mais Lidas