Temer

Michel Temer admite ter obstrução parcial em artéria do coração

Em entrevista ao site Poder 360, Temer demonstrou tranquilidade com o diagnóstico

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 20/10/2017 às 10:52
Leitura:

Imagem

O presidente Michel Temer (PMDB) admitiu ter sido diagnosticado com uma obstrução na artéria coronária. Em entrevista ao portal Poder 360, divulgada na manhã desta sexta-feira (20), o mandatário demonstrou tranquilidade com o problema e o considerou 'comum'.

"Eu vejo muitas pessoas que têm essa obstrução e vivem normalmente. A receita foi: “Olha, tome aspirina infantil que é bom para fluir melhor o sangue e de tempos em tempos faça um exame, que se aumentar a obstrução tem que fazer um cateterismo”, afirmou Temer.

Boatos de cateterismo foram negados

Um boato informando que o presidente teria de passar por um procedimento de cateterismo, após a votação da denúncia contra ele na Câmara, foi desmentido pela Secretaria de Comunicação da Presidência. Segundo informações do site Antagonista e da TV Globo, o presidente teria marcado o procedimento.

Temer teria 55% da artéria coronária obstruída e tem feito o controle da situação com um medicamento importado dos EUA. Caso a obstrução evolua para 65%, um cateterismo será necessário.

Mais Lidas