Brasília

Gilmar Mendes suspende transferência de Cabral para presídio federal

Decisão pela transferência do ex-governador Sérgio Cabral tinha sido tomada pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/10/2017 às 11:38
Leitura:

Imagem

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta terça-feira (31) um habeas corpus que impede que o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) seja transferido para um presídio federal no Mato Grosso do Sul.

A decisão de transferir Cabral tinha sido tomada pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela Operação Lava Jato no Rio de Janeiro. No entendimento do juiz, o ex-governador estava recebendo informações privilegiadas na unidade prisional em que estava preso. Numa audiência, Cabral disse que a família de Bretas tem "entrosamento com bijuterias", o que dez com que o magistrado repreendesse o ex-governador, por entender que havia um ameaçador nas palavras dele.

Habeas corpus

Para Gilmar Mendes, as palavras de Sérgio Cabral não justificam a transferência porque a informação foi levada à imprensa pela própria família do juiz.

Sérgio Cabral permanecerá preso na cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, até que o STF julgue o mérito do habeas corpus.

Mais Lidas