Oportunidade

Novo shopping de Olinda vai gerar 5 mil empregos

Interessados devem acessar o site do shopping e procurar a aba 'trabalhe conosco'

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/11/2017 às 9:39
Leitura:

Imagem

O Shopping Patteo Olinda vai abrir suas portas, num evento para convidados, no dia 24 de abril de 2018. No dia seguinte, será a vez do público. Foram investidos R$ 500 milhões no empreendimento que está com 94% das obras concluídas e 77% da sua área comercializada. Quando o empreendimento entrar em operação deve gerar 5 mil empregos diretos com todas as lojas, segundo o empreendedor do Grupo Celso Muniz, José Luiz Muniz. “Grande parte dessas contratações vai ocorrer 30 dias antes da inauguração”, diz.

Os interessados em trabalhar no local devem acessar o site (https://shoppingpatteoolinda.com.br) e acessar o link trabalhe conosco. O shopping terá cinco pisos com 383 operações comerciais que incluem uma praça de alimentação com vista para o mar, seis salas de cinema com capacidade para 1,6 mil pessoas, além de um térreo com três restaurantes gourmets que funcionarão com o seu horário estendido entrando pela madrugada de quinta a sábado.

Âncoras

As lojas âncoras do empreendimento serão: Renner, Riachuelo, Le Biscuit, Ri Happy, Kalunga e uma Livraria Saraiva. Também já foi confirmada a implantação de uma loja da C & A. O empreendimento terá Game Station, uma SmartFit, uma unidade do laboratório Boris Berenstein e uma unidade Uninassau. “A nossa intenção é fazer do shopping um complexo multiuso”, diz o empreendedor do Grupo Celso Muniz, José Luiz Muniz. O centro de compras terá cerca de 51 mil metros quadrados de Área Bruta Locável (ABL).

O empreendimento pertence ao Grupo Celso Muniz (GCM) que tem 45% de participação. Os outros 55% são da empresa paulista HBR Realty. A administração é feita pelo GCM que é acionista do Shopping Boa Vista e do ETC. “Um levantamento nos mostrou que existem 90 mil pessoas que podem vir ao shopping a pé nessa área”, afirma José Luiz Muniz. A expectativa dos empreendedores é de que 1,4 milhão de pessoas passe por mês pelo empreendimento.

Mais Lidas