Denúncias

Daniel Coelho abandona convenção do PSDB após denúncias de perseguição

Abandono do evento pelo deputado e denúncias de perseguição dentro do partido mostram a polarização de tucanos em grupos a favor e contra o governo Temer

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 06/11/2017 às 10:01
Leitura:

Imagem

Durante convenção da Executiva Estadual do PSDB em Pernambuco, ocorrida na tarde desse domingo (5) na sede da legenda, no bairro do Derby, na área Central do Recife, o discurso do ministro das Cidades, Bruno Araújo, foi de unificação, após a sua eleição à presidência do diretório do partido em Pernambuco. Mas o abandono do evento pelo deputado federal Daniel Coelho e as denúncias de perseguição dentro do partido mostram a polarização dos tucanos em grupos a favor e contra o governo de Michel Temer.

Em nota, após o evento, Daniel Coelho afirmou que lamenta não poder dizer que há unidade dentro do PSDB e que não teve a "representação respeitada dentro da Executiva estadual". Isto porque, de acordo com o deputado federal, ele havia feito um pleito para ocupar o cargo de tesoureiro dentro do partido, mas esta participação teria sido vetada. "Efetivamente recebi um veto na ocupação da tesouraria do partido. É de se estranhar, isso com um deputado federal com a maior votação dentro do Estado, que agiu pela unidade. Tentei separar minhas divergências nacionais com a situação local, a gente sabe que tenho divergências em relação ao partido no âmbito nacional", declarou.

Bruno Araújo

Ainda durante a convenção, o ministro das Cidades comentou que o partido tinha outra percepção para a parte financeira e por isto o nome de Daniel não foi confirmado no cargo. "A parte financeira da tesouraria deveria ser ocupada por alguém que não esteja disputando mandato em 2018, como foi até agora. Eu espero que Daniel esteja agregado conosco neste projeto maior que é levar Pernambuco a uma outra oportunidade de conceito político", disse Bruno Araújo. Após a divergência, Daniel Coelho pediu para que o seu nome fosse retirado da executiva estadual. "Militarei dentro do partido, mas não quero participar de um acordo desta maneira como está colocada", pontuou.

Estiveram presentes na convenção Fernando Bezerra Coelho, Raul Jungmann, Antônio Campos, João Lyra e do ex-governador Joaquim Francisco. Bruno Araújo encabeçou a chapa "PSDB, Pernambuco mais forte". Durante o evento, foram renovados os comandos de segmentos do partido como a Juventude, com Rodrigo Barros, o Tucanafro e o PSDB Mulher, que teve a deputada Terezinha Nunes reconduzida à presidência.

Assista ao momento em que Daniel Coelho discursou e abandonou a convenção do PSDB:

Mais Lidas