TRAGÉDIA

Menino vítima de explosão em Floresta morre após uma semana internado

O caso aconteceu na terça-feira (31) e, na ocasião, a explosão vitimou a irmã de Erik, de 5 anos; a menina tinha 4 anos

Com informações do JC Online
Com informações do JC Online
Publicado em 07/11/2017 às 9:16
Leitura:

Imagem

Um menino de 5 anos que foi vítima da explosão de um cilindro de gás na última terça-feira (31), em Floresta, no Sertão de Pernambuco, morreu nesta segunda-feira (6). Na ocasião, a irmã dele, de 4 anos, faleceu em decorrência do acidente.

Erik estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital da Restauração, no bairro do Derby, na área central do Recife, com 50% do corpo queimado, desde o dia da explosão. Nesta segunda-feira, o menino acabou não resistindo aos ferimentos e veio a óbito.

Relembre o caso

Uma menina de quatro anos morreu e o irmão dela, um garoto de apenas cinco anos, ficou ferido depois que um cilindro de gás explodiu na casa onde a família mora na cidade de Floresta, no Sertão de Pernambuco. O pai das crianças também ficou ferido no acidente.

A explosão foi registrada por volta das 19h da última terça-feira (31) na Rua Kepler Lafayette, no bairro de Santa Rosa. A cidade fica a 433 km de distância do Recife. A menina morreu enquanto era transferida para o Hospital Coronel Álvaro Ferraz que fica na mesma cidade.

Diante da gravidade dos ferimentos, o menino de cinco anos foi transferido ainda na noite da terça-feira para o Hospital da Restauração, na região central do Recife. O garoto deu entrada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital no início da madrugada, por volta da 1h20. De acordo com a assessoria de comunicação do HR, o estado de saúde dele era grave.

O menino foi acompanhado até o HR pelo pai, que voltou, em seguida, para a cidade onde o acidente aconteceu para acompanhar o velório e sepultamento da filha.

De acordo com um amigo da família que foi prestar assistência ao menino internado no HR, as crianças estavam na sala da residência na hora do acidente. A suspeita dele é que um cilindro de gás, normalmente utilizado na manutenção de ar condicionado, tenha vazado e entrado em combustão quando teve contato com a energia elétrica da casa.

Segundo o homem que estava bebendo em um bar e foi até a casa da família ajudar no resgate das crianças quando ouviu o barulho, a explosão destruiu até o telhado da casa da família. A testemunha disse ainda que chegou a ver membros do corpo da menina amputados com a força da explosão.

Investigação

O pai das crianças estava tomando banho quando a explosão aconteceu. A mãe das crianças estava no quarto quando ouviu o barulho da explosão e não teria se ferido. A Polícia Civil de Pernambuco está investigando o caso.

Mais Lidas