Acusado de matar filha e enteado envenenados é julgado no Recife

Crime aconteceu em 2014, quando a menina tinha 8 anos e o menino 16. Mãe disse que o ex-companheiro também tentou matá-la com bombons envenenados

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/11/2017 às 18:47
Leitura:

Imagem

Acontece nesta sexta-feira (10) o julgamento de Rubens Gomes de Oliveira, suspeito de matar envenenado a própria filha, de 8 anos de idade, e o enteado, de 16 anos. O crime aconteceu em 2014 e o julgamento é realizado no Fórum Rodolfo Aureliano, na Ilha de Joana Bezerra, área central do Recife.

Logo cedo, amigos e familiares das vítimas estiveram presentes para protestar e pedir a prisão de Rubens. Carla Manuela, ex-companheira e mãe da menina e do adolescente envenenados lembrou que a morte de seus filhos aconteceu num intervalo de dois meses.

"Ele abordou o menino na saída da escola. Tem várias ligações dele para o celular do menino nesse dia. No meio do caminho ele deu um cachorro-quente para ele. Quando chegou em casa, ele já chegou reclamando de dor de cabeça, dor no peito e com a visão embaçada", disse a mãe.

Ainda de acordo com ela, a filha dos dois também morreu após sair com o réu: "Ele levou a menina ao Parque da Jaqueira. Quando ele chegou em casa com a menina nos braços, a menina (estava) praticamente morta. No meio do caminho a menina teve uma parada nos meus braços e, quando entrou no hospital, já entrou em óbito".

O suspeito está preso há quase dois anos, mas a mãe das vítimas alega que, antes da prisão, ela foi ameaçada e perseguida pelo ex-companheiro. De acordo com Carla, ele também tentou matá-la com bombons envenenados.

Confira detalhes na reportagem de Jéssica Lima:

Mais Lidas