JUSTIÇA

Acusado de matar filha e enteado por envenenamento vai a júri popular

Em 2014, em situações diferentes, as crianças saíram com o acusado e voltaram para casa apresentando sinais de envenenamento

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/11/2017 às 9:52
Leitura:

Imagem

Amigos e familiares dos irmãos Diego Francisco de Oliveira, de 16 anos, e Bianca Evelyn dos Santos, de 8, mortos por envenenamento em 2014, promovem protesto em frente ao Fórum Rodolfo Aureliano, no bairro de Joana Bezerra, na área central do Recife, na manhã desta sexta-feira (10).

O acusado de ter provocado as mortes por envenenamento é Rubens Gomes de Oliveira, um eletricista que era padrasto do garoto e pai da menina, e que está preso há um ano e oito meses. Ele é réu num júri popular que ocorre nesta sexta-feira na 2ª Vara Criminal.

Rubens Gomes é acusado de ter praticado envenenamento nos dois casos. As mortes ocorreram em um espaço de 2 meses em 2014. O primeiro caso aconteceu em setembro e o segundo em novembro. Nas duas ocasiões, as vítimas saíram com o acusado e quando voltaram para casa se queixaram de mal estar.

Karla Manoela, mãe das crianças, e que vivia com o acusado na época do crime. “Ele abordou o menino na saída da escola, ele fazia aula de música. Tem várias ligações dele no celular do menino, no meio do caminho ele deu um cachorro quente para ele e ele comeu. Quando chegou em casa, ele já chegou reclamando de dor de cabeça, dor no peito e com a visão meio embaçada”, relatou. “Eu sei que isso não vai trazer eles de volta”, lamentou a mãe, que pede justiça.

O garoto morreu após receber atendimento no Hospital da Restauração, na área central do Recife.

Confira os detalhes no flash de Rafael Carneiro:

Mais Lidas