VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Suspeito de atear fogo em ex-companheira continua em liberdade

A vítima está internada no Hospital da Restauração com mais de 50% do corpo queimado. A ex-companheira do homem pediu a separação após ser agredida

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 10/11/2017 às 6:21
Leitura:

Imagem

Ainda está solto um homem acusado de incendiar a ex-companheira em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, por não aceitar o fim do relacionamento.

Mirela dos Santos Oliveira permanece internada em estado grave na Unidade de Queimados do Hospital da Restauração. A dona de casa de 26 anos está com mais de 50% do corpo com queimaduras.

Além do fogo no rosto, tórax e braços, a vítima inalou fumaça e pode ter que respirar através de aparelho mecânico. A tentativa de homicídio ocorreu na casa da vítima, em Caetés 1, durante uma discussão com o ex-marido.

A vítima teria pedido a separação há um mês após ser agredida pelo homem. Um dos filhos do casal, um menino de quatro anos presenciou o ataque contra a mãe na noite de quarta-feira (8).

Muito emocionada, uma amiga da vítima, que não quer ser identificada, lembra que a dona de casa era vaidosa. "O problema é que o marido tinha ciúme dela porque ela é bonita, arrumada. É muito difícil, foi muita maldade", contou.

O próximo boletim médico sobre o estado de saúde de Mirela dos Santos será divulgado pelo Hospital da Restauração na manhã desta sexta-feira (10).

O chefe da Unidade de Queimados do HR, Marcos Barreto afirmou que o caso é sério. "Foi uma agressão grave porque foi jogado gasolina nessa paciente e foi ateado foto (...) Queimou muito. Ela demonstra dor", detalhou.

Segunda vítima

Outro caso de violência doméstica com vítima queimada ocorreu em Sertânia, no Sertão, no final de outubro. Jucineide Silva Barbosa, de 29 anos, foi incendiada pelo ex-marido e segue internada em estado grave também no HR.

Mais Lidas