Homicídio

Acusado de matar a esposa é preso um ano depois do crime

Jorge Luiz Rego Barros Cavalcanti, 56, teria matado a esposa por estrangulamento e tentado se matar depois

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 20/11/2017 às 14:13
Leitura:

Imagem

A prisão do professor de educação física Jorge Luiz Rego Barros Cavalcanti, 56, foi detalhada pela polícia nesta segunda-feira (20). Ele é acusado de matar a esposa, a pedagoga Sandra Lúcia Sá da Silva, em novembro do ano passado por estrangulamento. Jorge estava em prisão domiciliar quando a preventiva foi decretada.

"Ocorre que a advogada solicitou uma nova perícia para constatar uma melhora significativa na saúde do acusado. Veio a revogação da prisão domiciliar e o novo decreto da prisão preventiva. Não houve qualquer resistência", disse o delegado João Leonardo Cavalcanti, a frente do caso.

Relembre o caso

Jorge Luiz Rego Barros Cavalcanti assassinou sua esposa e depois tentou se matar durante no dia 27 de novembro de 2016. Segundo a Polícia Civil, vizinhos do casal, que morava no prédio localizado na Avenida Fagundes Varela, ouviram gritos nas primeiras horas do dia. Ele chegou a ser internado no Hospital da Restauração, bairro do Derby, área central do Recife.

Os vizinhos acionaram a polícia quando viram o homem se rastejando pelo corredor do prédio. "Provavelmente ele tentou suicídio e desmaiou. Quando acordou, foi pedir ajuda", afirma a delegada de plantão que registrou o caso, Vilaneida Aguiar. A delegada afirmou ainda que, ao ser socorrido, o homem teria confessado o assassinato tanto para os vizinhos quanto para os policiais militares.

Mais Lidas