ACIDENTE

Recuperação de vítimas de explosão de botijão de gás pode demorar

No último sábado, um botijão de gás explodiu e deixou sete pessoas de uma mesma família feridas, em Jaboatão dos Guararapes

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 20/11/2017 às 19:13
Leitura:

Imagem

Continuam internados em estado as sete pessoas de uma mesma família feridas depois da explosão de botijão de gás em Jaboatão do Guararapes, no último sábado (18). A vítima mais grave, o menino Daniel Rodrigues, de 1 e 9 meses, teve cerca de 90% do corpo queimado.

Ele está na UTI Pediátrica do Hospital da Restauração e respira por ventilação mecânica. O chefe da unidade de queimados do HR, Marcos Barreto, detalha o estado de saúde da criança.

Ainda segundo o médico, todas as vítimas sofreram queimaduras de segundo e terceiro graus, mas não tiveram os órgãos atingidos.

As outras crianças, Luciano, Isabela, Nicole e Tatiana, com idades entre três e nove anos, sofreram queimaduras no rosto, tórax, braços e pernas, o que corresponde de 30 a 40% do corpo. Eles estão na enfermaria do Hospital da Restauração. Já Roberto Balbino, de 66 anos, e a filha dele, Maria Betânia da Silva Balbino, de 24 anos, estão na emergência da unidade.

Segundo Marcos Barreto, a recuperação dos feridos pode levar tempo. "Não dá para determinar como vai ser a recuperação desses pacientes. Mas em recuperando eles vão precisar passar por períodos de readaptação, fisioterapia motora e, possivelmente, cirurgia reparadora", contou.

Felipe Pessoa tem os detalhes do caso:

Relembre o acidente

O acidente aconteceu na manhã do último sábado (18), no bairro de Padre Roma, em Jaboatão. A explosão teria sido provocada por um vazamento de gás após a instalação de um botijão. Inicialmente, as vítimas foram socorridas por vizinhos, e depois levadas ao Hospital da Restauração.

Mais Lidas