VIOLÊNCIA

Criança que sobreviveu à execução dos pais, em Moreno, é entregue aos avós

A criança de um ano e seis meses foi encontrada chorando sobre o corpo da mãe, que foi morta junto com o marido, na última quinta-feira (16), em Moreno

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/11/2017 às 16:28
Leitura:

Imagem

Um garoto de apenas um ano e seis meses recebeu a condição de retornar para a família na manhã desta terça-feira (21). A criança perdeu os pais na última quinta-feira (16), em Moreno, na Região Metropolitana do Recife, vítima de execuções.

Flávio Santos Silva, de 23 anos, e Eduarda Bonifácio Fernanda, de 20, estavam morando na localidade há sete dias e foram alvos dos crimes investigados pela polícia de Pernambuco. A criança sobreviveu ao crime e foi encontrada nos braços da mãe com vida. Desde então, ficou sob a responsabilidade da justiça em um abrigo até a finalmente família conseguir o alvará concedendo a guarda às avós, que percorreram 338 quilômetros de São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte, até a cidade moreno.

Alívio

Um alívio para avó paterna Maria Girlene Tenório Silva. “Ele está muito pequeno. A gente tem que dar carinho, brincar com ele, por eu entrar lá eu vi que ele estava sentindo muita falta do pai e da mãe”, disse.

A cidade do Rio Grande do Norte se encheu de comoção com a notícia triste de que a criança estava sem a família e moradores e políticos se mobilizaram para o retorno do garoto.

A conselheira tutelar Eva Carolina Barbosa da Silva celebra o sucesso da operação iniciada ainda no sábado (19).

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

Investigação

As famílias do casal não entenderam as mortes e o motivo da mudança para a cidade pernambucana. Agora eles só querem curtir o retorno da criança.

De acordo com as primeiras investigações, o alvo dos crimes era o pai do bebê e a polícia trabalha com a hipótese de que ele tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

Mais Lidas