CASO CARLINHOS

Audiência sobre restituição de menino Carlinhos ao Brasil é adiada

A mãe de Carlinhos, a fisioterapeuta Claudia Boudox, está na Argentina e aguarda a nova data para audiência sobre o caso; a mãe conseguiu rever o filho

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 24/11/2017 às 16:55
Leitura:

Imagem

O drama da mãe do menino Carlinhos para trazer o filho de volta ao Brasil ganhou mais um capítulo. Por telefone, a fisioterapeuta Claudia Boudoux confirmou que a audiência para definir a restituição do filho dela ao Brasil não aconteceu porque o Fórum de Buenos Aires está de greve.

Claudia Boudox viajou para a Argentina na quarta-feira (22), onde participaria na quinta-feira (23) de mais uma audiência sobre o caso do garoto, levado pelo pai em dezembro de 2015.

Segundo Cláudia, ela foi recebida por um médico e uma psicóloga que não conheciam o caso dela. A juíza responsável não estava presente.

Encontro com o filho

Apesar do adiamento, Cláudia contou que encontrou o filho nesta sexta-feira (24) na escola dele e conseguiu falar rapidamente antes que o ex-marido dela, o empresário Carlos Attias, separasse os dois. "Dessa vez eu bati o pé na escola e disse: eu só saio daqui quando eu ver meu filho", relatou a mulher. "Eu pude vê-lo, dei um beijo, mas o pai arrancou ele de mim com uma brutalidade incrível", contou a mãe de Carlinhos.

A data para a nova audiência ainda não foi marcada.

Caso Carlinhos

O menino, então com 9 anos, foi levado ilegalmente no fim do ano de 2015 pelo pai, o empresário argentino Carlos Attias. A última vez em que foi visto pela família brasileira foi no dia 25 de dezembro de 2015.

Segundo a mãe da Carlinhos, um oficial de Justiça chegou na noite de Natal à casa dela, no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, com um mandado para que dois filhos, o menino e uma menina, à época com 10 anos, fossem para casa do pai, com previsão para retornar dois dias depois, o que não aconteceu.

Sem encontrar os filhos nem conseguir contato com o ex-marido, Cláudia procurou a Justiça. Carlos Attias conseguiu o direito de passar a virada do ano com os dois filhos, com previsão de entregá-los à mãe no dia 2 de janeiro. A filha do casal foi trazida de volta, mas Carlinhos não.

Desde então, a mãe trava uma luta para ter o filho de volta. Autoridades brasileiras estão apoiando o caso.

Mais Lidas