Acidente

Eles estão no hospital por um irresponsável, diz babá de crianças vítimas de acidente

Acidente aconteceu em um cruzamento da Zona Norte do Recife; motorista que causou a colisão estava embriagado

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/11/2017 às 10:28
Leitura:

Imagem

Seguem internadas as três vítimas de um acidente de trânsito entre dois veículos que aconteceu no último domingo (26), na Zona Norte do Recife. O empresário Victor Oliveira, 25, estava alcoolizado e bateu em um outro veículo que transportava cinco pessoas da mesma família. Maria Emília Guimarães, 39, e Roseane de Brito Souza, 25, que era babá dos filhos de Emília e estava grávida de três meses, morreram na hora.

Os dois filhos de Maria Emília também estavam no carro. Miguel Arruda da Mota Silveira Neto, 3, está internado no Hospital Santa Joana, na Zona Central do Recife, com um traumatismo craniano. O estado de saúde dele é considerado grave. A outra, criança, Marcela Guimarães, 5, será transferida do Hospital da Restauração para o mesmo hospital particular na manhã desta segunda-feira (27). O quadro da menina é estável.

"Eu amo os meninos. Sou maluca por eles dois. Poderia ter sido comigo, estava em casa quando recebi a notícia. Tá sendo um pesadelo. Eu não to dormindo, mas tá sendo um pesadelo", disse Maria Guedes, outra babá das crianças que acompanha toda a movimentação. "É um doido, ele é um doido. Eu não sei o que faria se chegasse perto desse homem. Meus pequenos estão num leito de hospital por causa de um irresponsável. Eu não sei o que faria com ele, estou muito nervoso, ele é um bicho, um animal", se referindo ao empresário Victor Oliveira.

Pai das crianças segue internado

Miguel Arruda da Mota Silveira, 46, também estava no veículo e também está internado no Hospital Santa Joana com lesões no abdômen. Segundo o boletim médico do hospital, ele não corre risco de morte.

Empresário foi autuado por duplo homicídio

Imagem

O empresário Victor Oliveira, que causou o acidente, será autuado por duplo homicídio com dolo eventual, quando não há a intenção de matar mas assume o risco. Ele teve lesões leves e foi encaminhado para audiência de custódia, que acontece hoje, às 11h, no Fórum Rodolfo Aureliano.

"Como ele praticou o crime de dolo eventual, o agente responde pelo resultado. Com dois óbitos, ele responde por duplo homicídio doloso e ainda três lesões gravíssimas. Caso essas pessoas internadas venham a falecer, o que não esperamos, ele pode responder até por um sêxtuplo homicídio doloso, tendo em vista que a babá estava grávida", disse o delegado Ricardo Silveira, que ouviu o empresário na Central de Flagrantes.

Mais Lidas