Policial

Polícia apreende 110 kg de maconha em apartamento na Zona Sul do Recife

Investigações de assassinato levaram a Polícia até o apartamento, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, onde a maconha estava escondida

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/11/2017 às 15:10
Leitura:

Imagem

A Polícia Civil de Pernambuco apresentou, nesta terça-feira (28), os detalhes da apreensão dos 110 quilos de maconha em uma residência no bairro de Boa Viagem. A droga foi encontrada nesta segunda (27) e pertencia a Flaviano Alves Xavier, assassinado no último sábado (25), no bairro de Jardim Atlântico, em Olinda. O imóvel onde a maconha foi encontrada estava alugado por Flaviano, que utilizou o nome de um parente para realizar o contrato de aluguel.

O delegado Renato Gaião, responsável pelo caso, conta que por conta da morte de Flaviano foi possível encontrar as drogas. “Dentro das 48 horas de ouro (48 horas após o homicídio) a gente tenta chegar a autoria dos crimes de homicídio, durante essa investigação foi constatado que ele (Flaviano) teria pedido o nome emprestado a familiares pra alugar um apartamento. E de posse desse endereço, a gente fez a busca até o local e dentro de um dos cômodos a gente encontrou essa grande quantidade de entorpecentes”, revelou Renato.

A Polícia não descarta a possibilidade de Flaviano ter outros imóveis alugados com drogas escondidas, e é provável que ele esteja ligado a uma quadrilha responsável pelo tráfico de drogas na Região Metropolitana do Recife.

Homicídio

Segundo o Renato Gaião, Flaviano estava dentro do seu carro quando desceu para falar com uma pessoa em outro veículo. Ao colocar a cabeça na janela deste veículo, foi atingido por um disparo no rosto e morreu na hora. A polícia ainda encontrou no carro de Flaviano drogas, uma arma de fogo e dinheiro.

A polícia civil informou que segue com as investigações para prender outros integrantes da organização criminosa, porém as investigações agora se desdobram, a morte será apurada pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa. Já a origem da droga e o envolvimento com o narcotráfico será investigado pela Delegacia Seccional de Varadouro, em Olinda.

De acordo com o delegado, é provável que a origem da droga seja de Pernambuco, uma vez que a grande quantidade de maconha apreendida já estava pronta para o consumo.

Confira mais detalhes na reportagem de Felipe Rocha

[uol_mais 16359068]

Mais Lidas