Investigação

Policiais são investigados em esquema de corrupção e lavagem de dinheiro

De acordo com as investigações, policiais cobravam propina para devolver carros assaltados e que eram apreendidos em operações da própria corporação

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 29/11/2017 às 8:40
Leitura:

Imagem

Foi deflagrada pela Polícia Civil de Pernambuco, na manhã desta quarta-feira (29), a Operação "Bis In idem", que tem como objetivo desarticular uma organização criminosa que tem policiais da própria corporação como integrantes. As investigações apontam que os suspeitos cometeram crime de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e receptação qualificada.

De acordo com as investigações, os criminosos cobravam propinas de pessoas que tinham seus carros assaltados para que elas pudessem ter de volta os pertences apreendidos pela própria Polícia Civil. Assim, para ter os carros liberados, por exemplo, os donos tinham que pagar valores exigidos pelos policiais e tornavam-se vítimas "duplamente lesadas".

Em nota enviada à imprensa, a Polícia Civil detalhou que estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão, sendo que três dos alvos dessas ordens são policiais civis. Além disso, 11 mandados de busca domiciliar e sequestros de bens dos investigados também foram expedidos na manhã dessa quarta.

Confira detalhes com Rafael Carneiro:

Investigações

Além de corrupção, lavagem de dinheiro e receptação qualificada, os alvos da operação devem responder por concussão (crime cometido por funcionário público contra a administração pública, a fim de obter vantagens indevidas), organização criminosa e usurpação de função pública. A operação contou com a participação de 60 policiais. As investigações foram comandadas pelos delegados Guilherme Caraciolo e Ramon Teixeira do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil.

Mais Lidas