Entrevista

Universidades devem acolher estudantes pobres, diz Mendonça Filho

Ministro da Educação rebateu o estudo realizado pelo Banco Mundial, que sugere o fim do ensino superior gratuito no Brasil

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 29/11/2017 às 16:14
Leitura:

Imagem

O ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) disse que as universidades federais do Brasil deve acolher estudantes pobres. A afirmação veio como resposta a um relatório, lançado pelo Banco Mundial, que sugere o fim do ensino superior gratuito no país. Ainda segundo o ministro, os ricos têm mais acesso ao ensino federal, em um cenário de injustiça.

"Esse é um tema antigo, um debate intenso. Eu tenho como princípio lógico que as universidades devem acolher estudantes pobres, temos uma injustiça no Brasil, os ricos tem mais acesso. Os mais pobres terminam indo para instituições privadas, tendo que pagar mensalidades em muitos casos. A lógica do governo deve ser buscar benefícios para os mais pobres. Não tive oportunidade de ler o relatório, os principais candidatos de 2018 devem debater os caminhos da educação", disse Mendonça Filho em entrevista à Rádio Jornal na tarde desta quarta-feira (29).

Sobre os investimentos na educação pública, Mendonça priorizou o que chamou de 'atividade fim', focando parcerias com estados e municípios. "Nós estamos racionalizando e otimizando, focando em atividade fim. Boa parte do recurso do ministério da educação se perdia em atividade meio. Meu propósito é colocar o dinheiro na ponta, para atender centros educacionais com parcerias com estados e municípios".

Ouça a entrevista com Mendonça Filho na íntegra:

Mais Lidas