EMOÇÃO

Amigos divulgam vídeo de apoio ao advogado que sobreviveu a acidente

Miguel Filho Motta, de 46 anos, e a filha dele de 9 anos se recuperam do acidente que deixou três pessoas mortas na Zona Norte do Recife, no domingo (26)

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/12/2017 às 17:54
Leitura:

Imagem

Internado se recuperando do grave acidente de trânsito que deixou três pessoas mortas, incluindo sua esposa e seu filho, o advogado Miguel Filho Motta, de 46 anos, recebeu um gesto de carinho dos amigos. Um vídeo com imagens dos amigos torcendo pela recuperação dele e de sua filha, Marcela Motta, de 9 anos, passou a circular nas redes sociais nesta sexta-feira (1º).

Ele e a filha sobreviveram a uma colisão causada pelo motorista João Victor Ribeiro de Oliveira Leal, de 25 anos, no último domingo (26), no cruzamento da Estrada do Arraial com a Rua Cônego Barata, no bairro da Tamarineira, na Zona Norte do Recife.

Na ocasião, a esposa de Miguel, Maria Emília Guimarães, de 39 anos, faleceu na hora. A babá da família, Roseane Maria de Brito, 23 anos, também faleceu no local do crime. Ela estava grávida de 3 meses. O filho do casal, Miguel Neto, 3 anos, faleceu na segunda-feira (27), após não resistir aos graves ferimentos.

Confira o vídeo completo:

Estado de saúde das vítimas

Por meio de nota, o Hospital Santa Joana informou que Marcela Guimarães da Motta Silveira permanece internada na UTI pediátrica da instituição, na qual foi admitida com quadro de traumatismo cranioencefálico (TCE). A paciente permanece em estado grave, ainda respirando com a ajuda de aparelhos, mas com quadro neurológico estável.

Já Miguel Arruda da Motta Silveira Filho permanece internado no CTI da instituição, em decorrência de traumas no tórax e no abdômen. O paciente apresentou melhora clínica e encontra-se consciente, respirando de forma espontânea.

Entenda o caso

João Victor Ribeiro de Oliveira Leal, de 25 anos, é o responsável pela colisão entre dois veículos no último domingo (26), que matou três pessoas e feriu outras duas. Ele estava embriagado e cruzou o sinal vermelho a mais de 100km/h.

Morreram no acidente Maria Emília Guimarães, de 39 anos, Miguel Neto, 3 anos, e a babá, Roseane Maria de Brito, 23 anos,
que estava grávida de três meses. O pai das crianças, Miguel Filho Motta, de 46 anos, e a filha dele Marcela Motta seguem
internados no Hospital Santa Joana. Eles apresentaram melhora no estado de saúde.

O estudante universitário teve ferimentos leves e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, na
Zona Oeste do Recife, onde fez teste de alcoolemia, que apontou 1,03 mg de álcool por litro de sangue. Pela lei brasileira, o
máximo permitido é de 0,05 mg de álcool por litro de sangue. Victor foi levado para a Central de Plantão da Capital. Ele
aguarda julgamento no Cotel, em Abreu e Lima.

Ele teve a prisão preventiva decretada após audiência de custódia realizada na manhã desta segunda-feira (27). Victor estava
embriagado no momento do acidente e por isso foi acusado de triplo homicídio com dolo eventual, quando não há a
intenção de matar mas o risco é assumido, mais duas lesões gravíssimas.

Mais Lidas