Brasília

PSOL e Rede entram com pedido de cassação de Lúcio Vieira Lima

Pedido foi protocolado no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 07/12/2017 às 14:37
Leitura:

Imagem

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) poderá responder a processo na Câmara por quebra de decoro parlamentar no caso que envolve as malas com R$ 51 milhões, encontradas em Salvador pela Polícia Federal (PF). O PSOL e a Rede protocolaram nesta quinta-feira (7) o pedido contra o parlamentar no Conselho de Ética da Casa e pedem a cassação do mandato.

“As graves denúncias, além de constituírem prática de atividades ilícitas pelo representado, caracterizam, por si, condutas incompatíveis com a ética e o decoro parlamentar”, diz um trecho da representação.

Próximos passos

O Conselho de Ética deverá definir um relator para analisar o caso e o deputado escolhido fará um parecer acatando ou rejeitando os argumentos da representação. Caso o colegiado aprove um relatório favorável à cassação do mandato, o processo seguirá para votação no plenário principal da Casa. A poucos dias do recesso parlamentar, que começa oficialmente no dia 23 de dezembro, a decisão sobre o destino do parlamentar deve ficar para o ano que vem.

Denúncia

Além desse processo na Câmara, Lúcio Vieira Lima, junto com o irmão Geddel e mais quatro pessoas, foi denunciado na última segunda-feira (5) pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Mais Lidas