ENTREVISTA

Promotor aponta relação entre aumento da população carcerária e educação

Um relatório divulgado pelo Ministério da Justiça mostrou que o Brasil tem a terceira maior população carcerária

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 09/12/2017 às 14:36
Leitura:

Imagem

O Brasil ultrapassou a Rússia em 2015 e agora abriga a terceira maior população prisional do mundo, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (8) pelo Ministério da Justiça. Eram 699 mil brasileiros presos naquele ano, contra 642 mil russos.

O país só perde para os Estados Unidos (2,1 milhões) e a China (1,6 milhão). Entre os quatro países com maior população carcerária, temos a terceira maior taxa de encarceramento por 100 mil habitantes (342) desde 2000, quando ultrapassamos os chineses (119). O índice é mais baixo que o dos americanos (698) e o dos russos (445), mas é o único que está em crescimento contínuo desde 1995.

Sobre a situação, o promotor da Vara de Execuções Penais, Marcellus Ugiette, fez um rápido raio-x da população carcerária do país e os problemas do sistema.

Segundo ele, a educação é fundamental para melhor esse indicativo. “A educação é fundamental. Tem uma ligação forte entre a educação e os resultados da violência, da segurança pública. É evidente que a gente tem que mexer muito mais nessa questão”, disse.

Ouça a entrevista completa:

Mais Lidas