Diarista de 49 anos é decapitada em Barra de Jangada

A principal suspeita é que o namorado da diarista tenha cometido o crime

FEMINICÍDIO

Rádio Jornal

Imagem

A faxineira diarista Maria Aparecida dos Santos Fidelis, de 49 anos, foi decapitada na manhã deste domingo (10) no bairro de Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife. O corpo da vítima, foi encontrado na sua cama. A cabeça da vítima foi exposta no muro de casa para que todos vissem. A suspeita é que o assassino seja um homem com quem Maria Aparecida estivesse se relacionando.

De acordo com informações da polícia, o criminoso utilizou um instrumento cortante para decapitar a vítima, que estava em sua casa, localizada na rua Canaã. Moradores da região estão em silêncio total por medo de se envolver com o criminoso. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro:

[uolmais_audio 16364854]

Maria Aparecida dos Santos Fidelis era faxineira diarista e deixou três filhos e 10 netos. Ela trabalhava durante a semana e usava os fins de semana para lazer e descanso. O caso será investigado pelo delegado João Brito.

FEMINICÍDIO

É uma tipificação do crime de homicídio qualificado e se caracteriza pelo assassinato de uma mulher pelo fato dela ser mulher, em decorrência da violência doméstica, ou pela dominação do homem sobre a mulher. Em última instância, o feminicídio significa o controle sobre a vida e a morte.

A pena para um crime de homicídio é de 6 a 20 anos. No caso do homicídio qualificado, incluindo o feminicídio, a pena vai de 12 a 30 anos. A pena é aumentada em até um terço, se for cometido na frente de menores de 14 anos.

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO