POLÍTICA

“Oportunismo Político”, diz Paulo Câmara sobre ato da oposição

O ato contra Paulo Câmara foi realizado nesta segunda-feira, no Paço Alfandega, Centro do Recife e teve a participação de lideranças políticas

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 11/12/2017 às 23:52
Leitura:

Imagem

O governador de Pernambuco Paulo Câmara considerou como “oportunismo político” o ato realizado pela oposição, nesta segunda-feira (11), no Paço Alfandega, no Recife Antigo. A declaração foi dada enquanto o governador participava da homenagem ao bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817, na Assembleia Legislativa de Pernambuco, também nesta segunda.

A manifestação da oposição reuniu nomes da política como: Bruno Araújo (PSDB), Mendonça Filho (DEM), Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (PMDB). O políticos se preparam para compor o grupo “Pernambuco quer Mudar”, com formação prevista para março de 2018. Paulo Câmara disse que existem outros assuntos mais importantes a serem tratados. “A gente ver muito claramente esse movimento em plena segunda-feira, no horário de expediente e diante de tantas dificuldades... Não é momento de fazer campanha política, não é momento de fazer politicagem, eu acho que não é momento da gente buscar diante de tantas dificuldades oportunismo político para questões que são tão sérias”, comentou.

Ouça os detalhes no flash de Carol Santos:

Oposição

No ato, o ex-ministro das Cidades, o deputado federal, Bruno Araújo, comentou que no enfrentamento da crise, o governo do estado sumiu. “O governo que sumiu, o governador que desapareceu nos enfreamentos importantes da população pernambucana...Nós sempre tivermos líder, ser governador de Pernambuco é inspirar o povo e nos últimos três anos Pernambuco vive um apagão”, disse.

Mais Lidas