SERRA SEGURA

Presos em operação disfarçavam ações criminosas com atividades lícitas

Operação Serra Segura realizou 38 prisões desde o início da ação, em maio deste ano, e desarticulou organização criminosa com atuação em Gravatá

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 14/12/2017 às 15:19
Leitura:

Imagem

A Polícia Civil de Pernambuco divulgou nesta quinta-feira (14) os detalhes da Operação Serra Segura, iniciada em maio deste ano. A ação teve como objetivo combater uma organização criminosa coordenada por presidiários que realizavam homicídios, roubos, tráfico de armas e de drogas, além de falsificação de documentos, na cidade de Gravatá, no Agreste, com reflexo em cidades vizinhas.

A delegada responsável pela investigação, Danúbia Andrade, explica como funcionava a associação criminosa.

Confira os detalhes na reportagem de Felipe Rocha:

Segundo a delegada, alguns envolvidos utilizavam atividades lícitas para disfarçar as ações criminosas. Inclusive com trabalhos conveniados à Prefeitura de Gravatá.

A operação foi concluída, mas as investigações de crimes realizados pelos suspeitos continuam. A Polícia Civil realizou 38 mandados de prisões preventivas, quatro prisões em flagrante e 18 mandados de busca e apreensão domiciliar.

Mais Lidas