Grande Recife

Criança de 5 anos emociona ao pedir um colchão e um lençol no Natal

Cássia tem 5 anos e não pediu o colchão para ela, mas para por na cama dos pais, que colocaram o único colchão que tinham na cama onde dormem os 6 filhos

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 19/12/2017 às 18:05
Leitura:

Imagem

Um colchão e um lençol. Apesar de ser uma coisa banal para a maioria das pessoas, esse foi o pedido que uma criança de apenas 5 anos fez para ganhar como presente de Natal neste ano. A pequena Cássia mora com a família em Jaboatão dos Guararapes, município da Região Metropolitana do Recife (RMR). Desempregados, os pais vivem e sustentam a família com o dinheiro que ganham do Bolsa Família. O que mais emocionou os vizinhos é que Cássia não pediu o colchão para ela, mas sim para colocar na cama do pai e da mãe, que colocaram o único colchão que tinham na cama onde dormem cinco dos seis filhos.

A história de Cássia e de sua família ficou conhecida depois que os pais delas, sem ter condições até mesmo para comprar comida, pediram ajuda a lideranças comunitárias do do bairro Dois Carneiros. Um dos líderes comunitários contou como a pequena revelou o seu desejo de Natal: "Conseguimos alimentos e viemos trazer na casa. Entrando aqui a pequena Cássia chegou perto de mim e disse: 'Tio Fabiano, eu gostaria de ganhar nesse Natal um presente'. Eu pensei em uma bicicleta, uma boneca, um brinquedo, aí eu perguntei o que ela gostaria de ganhar e ela disse um colchão e um lençol".

Imagem

A mãe da menina disse à equipe de reportagem da TV Jornal que o companheiro vive de pequenos trabalhos de pedreiro que realiza, mas que a única renda fixa da família são os R$ 400 que eles ganham do Bolsa Família, o que dá exatamente R$ 50 reais mensalmente por cada pessoa da casa, que tem cerca de 2 por 3 metros.

A mãe de Cássia disse ainda que quem quiser ajudar a família pode fazer doação, pois todas serão recebidas de coração.

Ajuda:

Quem puder ajudar a família pode entrar em contato com os vizinhos, através do telefone (81) 98363-9375.

Confira na reportagem da TV Jornal:

Mais Lidas