Mundo

Mudança em asilo pode separar no Natal idosos casados há 73 anos

Filha dos idosos disse que os pais estão desolados, pois nunca passaram nenhum Natal um longe do outro desde que se casaram

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 20/12/2017 às 11:07
Leitura:

Imagem

A história de um casal de idosos tem emocionado muita gente nas redes sociais nos últimos dias. Isso porque os idosos estão casados há 73 anos e pela primeira vez, desde então, há a possibilidade de eles passarem o natal separados. Herbert Goodine tem 91 anos e foi informado que precisa se mudar para outro asilo, deixando o atual onde vive com a esposa, Audrey Goodine, de 89 anos.

O caso aconteceu no Canadá e foi conhecido pela grande público na última segunda-feira (18), depois que a filha dos idosos fez uma publicação no Facebook para expor a situação. "O plano foi executado e meu pai, transferido. Ele chorou ao se despedir da minha mãe, seus semblantes ficaram solitários", disse Diane Goodine, em um post com a foto do casal, publicada em seu perfil pessoal no Facebook.

Numa outra publicação, feita no domingo (17), disse que os seus pais choraram ao falar da mudança. "Minha mãe disse: o Natal acabou para nós, esse será o pior Natal que teremos. Por que eles não poderiam esperar o fim das festas?". disse Diane, numa postagem que já soma mais de 17 mil compartilhamentos na rede social.

Ainda de acordo com a filha do casal, na sexta-feira (15) ela recebeu uma ligação do departamento que supervisiona os cuidados médicos dos idosos no asilo. No telefonema, ela foi informada da necessidade de cuidados avançados no tratamento de Herbert, já que seu pai vinha apresentando pioras no quadro de saúde.

A jovem disse que argumentou, pedindo uma espera para a transferência, para que ela aconteça depois das festas de fim de ano, mas não foi atendida. Agora os internautas fazem uma campanha para que o asilo reconsidere a data de transferência.

Resposta

Numa das publicações de Diane nas redes sociais, um representante do asilo defendeu a postura da instituição: "Uma vez que um residente está além do nosso nível (de cuidados) e o (departamento de) desenvolvimento social reavaliou seu nível, eu tenho que seguir as regras e regulamentos estabelecidos pelo governo. Não seguir as regras é contra a lei, eu poderia perder minha licença se não fizesse isso. A decisão foi tomada e está fora das minhas mãos".

*Com informações da BBC Brasil

Mais Lidas