Economia

Brasil fecha 12 mil vagas de emprego no 1º mês da reforma trabalhista

Ministério do Trabalho acredita que os resultados positivos da reforma devem ser sentidos apenas em 2018

Rádio Jornal Rádio Jornal
Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/12/2017 às 13:28
Leitura:

Imagem

Apesar dos primeiros contratos firmados após entrar em vigor a reforma trabalhista, o Brasil fechou o mês de novembro com um saldo negativo de 12.292 vagas de emprego. A informação foi divulgada pelo Ministério do Trabalho nesta quarta-feira (27), a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Com os números negativos de novembro, o Brasil interrompe um ciclo de sete meses seguidos de geração de empregos formais.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, considera que os números negativos de novembro são pequenos e que não refletem no crescimento da economia. Além disso, Nogueira também falou que "o mês de novembro tem tendência de apresentar saldos negativos no emprego".

Ainda segundo o entendimento do ministro, os resultados da reforma trabalhista só serão sentidos no decorrer de 2018.

A projeção do Ministério do Trabalho é que sejam criados 1.781.930 empregos formais em 2018, quando levando em consideração a projeção de crescimento de 3% da economia.

No Momento Econômico desta semana, Ecio Costa fala sobre o assunto.

Confira:

Mais Lidas