VIOLÊNCIA

Menina de 3 anos raptada em Panelas sofreu abuso sexual, diz médico

Criança foi levada da casa da mãe na véspera de Natal e encontrada três dias depois em Catende. Suposto pai biológico da menina pode estar envolvido

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 28/12/2017 às 8:36
Leitura:

Imagem

Atualizado às 15h: Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (28), a Secretaria de Defesa Social (SDS) apresentou um laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) que descarta que o abuso sexual tenha sido praticado contra a criança. A informação inicial foi dada pela policlínica de Catende, horas depois de a menina ter sido encontrada.

Desnutrida, com sede e com fome. Foi assim que foi encontrada a menina de três anos raptada em Panelas, no Agreste do Estado, no último dia 24. A criança foi deixa por duas mulheres desconhecidas em Catende, na Zona da Mata Sul do Estado, e encontrada por José Alisson da Silva, de 24 anos, e pela irmã dele, de nove anos.

A criança foi levada para a delegacia e, em seguida, para a policlínica de Catende. No exame, o médico Flávio Augusto Sales de Andrade constatou que houve abuso sexual. A criança ainda apresentava sinais de maus tratos crônicos. "Eu não tenho como afirmar que a violência sexual é recente ou mais antiga", afirma.

Pai envolvido

De acordo com o capitão da Polícia Militar da Delegacia de Palmares, Pedro Moraes, um suposto pai biológico pode estar envolvido no rapto da criança. "Fizemos contato com o suposto pai da criança, que confessou ter contratado pessoas de Garanhuns para simular o rapto", diz. De acordo com o PM, o homem afirmou que pretendia se entregar.

Criança de três anos é sequestrada em Panelas, no Agreste
Suspeito de raptar criança de 3 anos em Panelas é preso
Rapto de menina: Polícia pede que população evite divulgar boatos
Polícia encontra drogas em carro usado para raptar criança em Panelas
Criança de 3 anos sequestrada na véspera de Natal é encontrada em Catende

A criança foi entregue à mãe e será acompanhada por psicólogos. Saiba mais na reportagem de Berg Santos:

Entenda o caso

Dois homens desconhecidos abordaram a mãe da criança na porta da casa, que fica em Panelas, no Agreste do Estado, e pediram água. Quando ela voltou, os suspeitos estavam levando a menina para dentro de um carro. A mãe dela disse que tentou impedir, mas foi ameaçada com uma arma. O rapto aconteceu no domingo (24), véspera de Natal.

Os suspeitos fugiram com a criança em um Celta branco. O veículo foi encontrado na tarde da quarta-feira (27) em Massaranduba, Garanhuns. O dono do automóvel foi encontrado e disse que teria vendido o carro para um desconhecido, há uma semana. Ele foi ouvido e liberado.

A menina foi deixada em Catende, na Zona da Mata Sul do Estado por duas mulheres. A criança foi encontrada por populares e levada até a policlínica de Catende, onde recebeu os primeiros atendimentos.

Mais Lidas