POLÍTICA

Morre, aos 92 anos, o ex-ministro e empresário Armando Monteiro Filho


Armando Monteiro Filho sofria de complicações no sistema respiratório e faleceu em casa

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/01/2018 às 9:00
Leitura:

Imagem

Morreu, nesta terça-feira (2), o engenheiro, ex-ministro da Agricultura e ex-deputado federal Armando Monteiro Filho. Ele tinha 92 anos. A informação foi confirmada pelo senador Armando Monteiro Neto (PTB) à Rádio Jornal.

De acordo com o senador, Armando Monteiro Filho sofria de complicações no sistema respiratório e estava debilitado. O político estava em casa com a família quando faleceu, por volta das 6h.

Despedida

O velório começa na tarde desta terça-feira no Cemitério Morada da Paz. O sepultamento deve acontecer às 11h da manhã desta quarta-feira (3). A família está esperando a chegada de uma filha de Armando Monteiro Filho que mora no exterior.

Armando Monteiro Filho foi casado com Maria do Carmo Magalhães Queirós Monteiro, com quem teve cinco filhos, incluindo o senador Armando Monteiro Neto.

Carreira

Armando Monteiro foi eleito deputado estadual pelo PSD em 1950, mas não conseguiu assumir o cargo por ser genro do então governador do estado, Agamenon Magalhães.. Quatro anos depois, foi eleito o deputado federal mais votado em Pernambuco.

Engenheiro e empresário, Armando Monteiro Filho foi ministro da agricultura no governo de João Goulart, entre setembro de 1961 e junho de 1962, nomeado pelo então primeiro-ministro Tancredo Neves.

Em 1962, se candidatou ao governo de Pernambuco e foi derrotado por Miguel Arraes. Durante a ditadura, se filiou ao MDB, tendo depois se transferido para o PDT.

Em 1994, voltou a se candidatar, desta vez, ao senado, mas foi derrotado. Em 1998, transferiu-se para o PMDB.

Nota de pesar

Em nota, o governador de Pernambuco decretou luto oficial de três dias pela morte de Armando Monteiro Filho. Paulo Câmara (PSB) também divulgou nota de pesar se solidarizando com familiares e amigos de Armando Filho. Confira a nota na íntegra:

"Dr. Armando foi um honrado pernambucano, um legítimo cavalheiro que sempre lutou, ao longo de toda a sua vida, pelas maiores causas do nosso Estado e do Brasil, como empresário e politico. Dr. Armando teve uma postura firme, democrática e corajosa no enfrentamento com a ditadura militar e foi uma referência para gerações. Quero prestar a minha homenagem pessoal a esse grande pernambucano e me solidarizar com seus familiares e amigos."

O prefeito do Recife Geraldo Julio (PSB) lamentou o falecimento de Armando Monteiro Filho e prestou condolências à família e aos amigos:

“Quero expressar meus sentimentos e enviar meu carinho à família e aos amigos de Armando Monteiro Filho, empresário e homem público pernambucano que dedicou toda sua vida ao Brasil e a Pernambuco, nos negócios, e como deputado e ministro de Estado. Sua trajetória se confunde com a história política do Brasil, sempre ao lado dos interesses de Pernambuco. Que Deus leve conforto a seus familiares neste momento de dor”.

O senador Humberto Costa também divulgou nota onde lamenta o falecimento do empresário:

“Pernambuco perdeu um dos seus mais expressivos quadros na vida política e empresarial. Tive a oportunidade de externar meu reconhecimento a esse grande homem público quando o indiquei para receber o Diploma José Ermírio de Moraes, no Senado Federal, em homenagem à sua brilhante, exitosa e honrada trajetória de vida. A morte de Armando Monteiro Filho nos deixa a tristeza da sua ausência. Mas fica impresso na memória do nosso Estado o exemplo da forma elevada como pautou sua atuação na vida pública”.

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PMDB), também expressou luto através de nota:

“É com muito pesar que recebo a notícia do falecimento do ex-ministro da Agricultura Armando Monteiro Filho. Homem que teve uma longa trajetória no empresariado e lutou firmemente pela democracia e pelos interesses de Pernambuco e do Brasil. Presto minha solidariedade aos seus familiares e amigos”.


Mais Lidas