LUTO

Morre fundador da Associação Beneficente Criança Cidadã, Nildo Nery

O desembargador aposentado Nildo Nery também foi presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco e faleceu aos 83 anos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 03/01/2018 às 15:34
Leitura:

Imagem

O ex-presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e fundador da Associação Beneficente Criança Cidadã (ABCC), desembargador aposentado Nildo Nery dos Santos, faleceu nesta quarta-feira (3), aos 83 anos. Ele lutava contra um quadro de debilidade dos órgãos decorrente da idade e estava internado desde setembro no Hospital Português, na área central do Recife, onde morreu.

O velório e sepultamento de Nildo Nery será realizado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, nesta quinta-feira (4), às 10h.

Nildo Nery fundou a ABCC em 26 de agosto de 2003 e permaneceu na presidência da instituição até 17 de julho de 2017, quando transferiu as atribuições para a arquiteta Myrna Targino, até então diretora financeira da Orquestra Criança Cidadã, principal projeto gerido pela Associação. A atenção que o magistrado dispensou a crianças e adolescentes em situação de risco nasceu com o projeto Criança Cidadã, no ano 2000, quando Nildo Nery ocupou a presidência do Tribunal da Justiça de Pernambuco (TJPE).

TRAJETÓRIA

Nildo Nery dos Santos nasceu em 19 de novembro de 1934, na cidade de Goiana, Pernambuco. A atividade judicante começou em 1958, quando terminou o curso de Direito na Faculdade de Direito do Recife pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), aos 24 anos. Ainda no mesmo ano, viajou para a Europa e teve experiência no Max Planck Institute, na Alemanha, e no Sistema Penitenciário Europeu, especificamente em Portugal, na Espanha, na Alemanha e na Itália.

Fez curso e estágios nos seguintes centros de estudo: Centro Internacional de Magistrados Luigi Saverini, Itália (1981); Centro de Estudos Judiciários de Portugal (1990); Escolas Judiciárias – Nova York, Boston, Reno, Charlotteville, Virgínia; Federal Judicial Center – Washington (1992); Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias (Luxemburgo), em 1995; Instituto de Pesquisas e Práticas Legais – Tóquio (1995); Escola Nacional da Magistratura Francesa Bordeaux – França (1996); Escola Judicial de Barcelona (1998) e The University of Georgia (2002).

Em Pernambuco, foi juiz de Direito da Comarca de Condado, Quipapá, Garanhuns e da 2ª Vara do Júri do Recife; juiz corregedor das Comarcas de 2ª Entrância; desembargador-presidente da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Pernambuco; desembargador-presidente da Seção Criminal; vice-presidente do Tribunal de Justiça; presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (2000-2001). Realizou o sistema de mutirões para agilizar a resolução de processos, criou o primeiro Centro de Justiça Terapêutica, ajudando réus com problemas mentais.

O desembargador Nildo Nery também já foi diretor-geral da Escola Superior da Magistratura de Pernambuco (1987-1991); diretor-adjunto da Escola Nacional da Magistratura (1992-1998); e professor convidado da UFPE, ministrando aulas da disciplina Criminologia, no Curso de Mestrado da Faculdade de Direito da universidade.

Já lhe foi conferido 16 vezes o Título de Cidadão, por diversos municípios, além de prêmios internacionais como: Honras ao Mérito da República Italiana (1983); Membro Honorário do Programa Internacional de Treinamento Judicial do Centro Internacional Dean Rusk, Formação em Estudos Jurídicos e Comparados no Instituto de Educação Continuada Judicial da Escola de Direito (2002) e Medalha do Mérito Judiciário (2004).

Mais Lidas