BAIXAS

Ministro da Saúde deixará cargo até abril para se candidatar


O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou nesta quinta-feira (5) sua saída do governo Temer, que já perdeu três ministros em menos de um mês

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 04/01/2018 às 13:04
Leitura:

Imagem

Nos próximos meses, o governo do presidente Michel Temer vai sofrer mais uma baixa. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou nesta quinta-feira (5) que até abril deixará a pasta para tentar a reeleição para o cargo no Congresso Nacional. Barros está licenciado do mandato de deputado federal (PP-PR).

Segundo Ricardo Barros, ele ficará no cargo até quando Temer solicitar, desde que não ultrapasse seu prazo, 7 de abril. “Eu saio para disputar a eleição. Vou concorrer à reeleição de deputado federal. E fico no ministério até a data que o presidente me solicitar, desde que seja até 7 de abril, porque preciso desincompatibilizar”, explicou.

Ministros que abandonaram o barco

Nesta quarta-feira (3), o presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, pediu exoneração do cargo de ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Pereira entregou uma carta à Presidência da República em que alega questões pessoais e partidárias para deixar o cargo.

E no final de dezembro o deputado federal Ronaldo Nogueira (PTB-RS) também pediu exoneração do cargo de ministro do Trabalho para se dedicar à campanha eleitoral. Ele será substituído pela deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), cuja nomeação foi publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União.

No início de dezembro, o Secretário de Governo, Antônio Imbassahy (PSDB-BA), pediu para deixar o cargo.


Mais Lidas