Pernambuco

Quadrilha ligada a pirâmides financeiras é alvo de operação da polícia


Quatro mandados de busca e apreensão são cumpridos na operação. Contas ligadas aos investigados foram bloqueadas com valores de até R$ 1 milhão

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 04/01/2018 às 7:20
Leitura:

Imagem

Uma operação de repressão qualificada é realizada pela Polícia Civil de Pernambuco na manhã desta quinta-feira (4). Quatro mandados de busca e apreensão domiciliar são cumpridos na operação "Necrópole de Gizé", na qual são investigadas pessoas ligadas a três esquemas de pirâmide financeira, ou mais precisamente "Esquemas Ponzi".

Os suspeitos estão sendo investigados pelos crimes de associação criminosa, estelionato, crimes contra a economia popular e contra o consumidor e de lavagem de dinheiro. Além dos mandados de busca e apreensão, também foi encaminhado um mandado de prisão preventiva ao idealizador do golpe.

Fraudes

De acordo com as informações iniciais divulgadas pela Polícia Civil, os esquemas fraudulentos ficaram ativos até setembro de 2016, quando os pagamentos foram suspensos e deixaram vários associados sem receber. Há vítimas do esquema em todo o Brasil e até mesmo no exterior.

Investigações

A operação desta quinta é a segunda fase das investigações que foram iniciadas em novembro de 2017. Na ocasião houve sete mandados de busca e apreensão, cumpridos pela Delegacia do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, e expedidos pelo juiz da 9ª Vara Criminal da Capital.

Nos trabalhos de novembro, foi descoberto que praticamente todas as empresas envolvidas no esquema eram "de fachada" e uma delas foi criada exclusivamente para coordenar as ações da fraude.

As contas bancárias dos investigados foram bloqueadas por determinação judicial e estão retidos aproximadamente de R$ 1 milhão.

Cerca de 35 policiais civis estão participando da operação, que está sendo supervisionada pela Chefia de Polícia e coordenada pela Diretoria Integrada Metropolitana (DIM). O delegado da 6ª Circunscrição, do Cordeiro, efetuou as investigações.

O chefe de polícia irá dar mais detalhes sobre a operação às 9h desta quinta-feira na Chefia de Polícia.


Mais Lidas