CASO BETINHO

MPPE pede absolvição de estudante acusado na morte do professor Betinho


Além disso, a família do acusado no caso de Betinho vai entrar com pedido de reparação ao Estado

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 29/01/2018 às 23:51
Leitura:

Imagem

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) pediu nesta segunda-feira (29) a absolvição sumária do estudante Ademário Gomes da Silva Dantas, indiciado por ter assassinato o professor José Bernardino da Silva Filho, de 49 anos, popularmente conhecido como Betinho do Agnes.

O pedido partiu da promotora da 2º Vara do Tribunal do Júri, Dalva Cabral, baseado no resultado da última perícia papiloscópica que apontou não ser de Ademário as digitais encontradas em uma cômoda na casa da vítima.

O resultado do primeiro laudo produzido pelo Instituto de Identificação Tavares Buril (ITBI) mostrou que 18 pontos de convergência de Ademário estavam no móvel de Betinho. A pedido da defesa, outro laudo foi realizado pela Polícia federal e o resultado apontou que não existiam digitais do suspeito.

Segundo o advogado de Ademário, José Wellington, a decisão do juiz Jorge Luiz dos Santos Henriques, responsável pala análise do pedido, deve sair em até 10 dias. Ele acredita que o veredito será favorável ao acusado e comenta que a família vai pedir uma reparação ao estado.

Ouça os detalhes na matéria de Thales Kírion:

Entenda o caso

O professor Betinho foi encontrado morto, amarrado nos pés e no pescoço, com fios de eletrodomésticos no prédio em que morava na Avenida Conde da Boa Vista, no centro do Recife. Ele foi assassinado com golpes de ferro de passar na cabeça. O crime aconteceu em 16 de maio de 2015. Betinho era coordenador pedagógico do colégio Agnes e morava sozinho. //


Mais Lidas