play_circle_outline
Debate da Super Manhã

Geraldo Freire

access_time

02:40

Super Manhã / Passando a limpo

Geraldo Freire

access_time

03:20

Consultório do Rádio Livre

Anne Barretto

play_circle_outline
Debate da Super Manhã

Geraldo Freire

access_time

02:40

Super Manhã / Passando a limpo

Geraldo Freire

access_time

03:20

Consultório do Rádio Livre

Anne Barretto

search close
SAÚDE

Criança morre após ser picada por escorpião em Cajueiro Seco

Laudo aponta morte por anemia. Família contesta causa e diz que houve demora no socorro

Rádio Jornal

Imagem

Uma criança de três anos e nove meses morreu na tarde dessa terça-feira (30) após ser picada por um escorpião na sala da casa onde morava, no bairro de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes. De acordo com os pais do pequeno Davi Roberto de Almeida, ele passava tinha tinha ido à praia durante a manhã e passava bem até ser picado pelo aracnídeo.

Na hora do socorro, a dona de casa e mãe da criança, Maria Joana da Silva, diz que nem pensou em escorpião. Ele foi levado para o Hospital Geral de Prazeres vomitando bastante e com manchas na mão e no braço. O menino recebeu soro antiescorpiônico e ficou em observação até o final da tarde, quando não resistiu e faleceu antes de ser transferido ao IMIP. "Ele estava espumando muito. Colocaram um balão de oxigênio nele e ele continuou espumando. Eu saí da sala porque não estava aguentando", diz.

A família reclama da assistência médica e diz que, se a transferência tivesse sido mais rápida, o garoto poderia estar vivo. "Ele ia ser transferido para o IMIP, mas não tinha uma ambulância. Se eles fizessem o socorro, meu filho sobrevivia", lamenta a mãe. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro:

[uolmais_audio 16387685]

A confirmação da morte, feita ainda na noite da terça-feira, apontou a causa da morte uma forte anemia, motivo de questionamento da família inteira. A agente de saúde Maria José de Jesus relata que, tanto o menino quanto os dois irmãos, tinham o cartão de vacina em dia e aparentavam estar saudáveis.

Imagem

A tia de Davi, que também já foi picada por escorpião, está inconformada com o laudo. "A causa da morte de Davi está no laudo que foi anemia, mas não foi. Eu tenho certeza que foi por causa do escorpião", diz. "A nossa família não concorda com esse laudo", completa. O corpo do garoto foi sepultado no Cemitério da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes.

Secretaria de Saúde

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde afirma que a criança não tinha condições clínicas de ser transferida do hospital e nega que a transferência não tenha sido realizada por falta de ambulância. 

De acordo com a SES, em 2017, em todo o Estado, foram notificados 13,9 mil acidentes com escorpião, com 1 óbito. Os dados são do Sistema Nacional de Atendimento Médico (Sinam). 

Em caso de suspeita de picada de escorpião, o texto reforça que menores de 12 anos e maiores de 60 anos devem ser levados imediatamente para o hospital. No Estado, o soro está disponível no Hospital da Restauração (Recife), Hospital Jaboatão-Prazeres (Jaboatão dos Guararapes) e Hospital João Murilo (Vitória de Santo Antão). No interior, nos hospitais regionais de Limoeiro, Palmares, Garanhuns, Arcoverde, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada, Salgueiro, Ouricuri e Petrolina, além do Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru.

CEATOX

O Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. Por meio do 0800.722.6001 (ligação gratuita), a equipe do Centro está apta a auxiliar os profissionais de saúde na condução de casos de acidente por animal peçonhento ou intoxicação exógena, além de dar orientações para o público. Em 2017, o Ceatox realizou 4.857 primeiros atendimentos, sendo 1.329 por picada de escorpião.


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.


Recomendado para você