TRANSTORNOS

Chuva interdita moradias e deixa pessoas ilhadas na RMR


Choveu forte neste fim de semana na Região Metropolitana do Recife e, do domingo para a segunda, as chuvas atingiram com mais força Jaboatão

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 23/04/2018 às 13:38
Foto: JC Imagem
FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

É de Jaboatão dos Guararapes o maior índice de chuva registrado do domingo (22) para segunda-feira (23). O resultado de 152 mm acumulados nesta região, de acordo com relatório da Apac, ocasionou em alagamentos na Rua Jangadeiro, bem próximo à comunidade Dom Hélder.

Sair de casa ficou difícil com a água no joelho. Carros ficaram alagados e até o transporte público que atende a comunidade tive dificuldade para rodar na manhã desta segunda.

A Defesa Civil do município registrou 47 ocorrências. Foram 22 deslizamentos de barreiras em Cavaleiro e sete famílias precisaram ser removidas para casa de parentes. Em Jardim Jordão, uma queda de barreira obrigou uma outra família a ser abrigada na sede regional 5 e vários alagamentos tem se multiplicado em pontos diversos.

Os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

Em Águas Compridas, em Olinda, 28 famílias denunciam o risco de deslizamentos no Córrego do Abacate. Nesta mesma localidade, uma menina de 6 anos e uma adolescente de 16, que dormiam juntas, ficaram soterradas depois que a barreira cedeu sobre o quarto. Roseane Lima da Silva relata a agonia para salva a filha e a irmã.

Sem Legenda
Menina de 6 anos e adolescente de 16 ficaram soterradas
Foto: JC Imagem

Após a visita de técnicos, ficou constatado que o local é de risco e que canos foram construídos de forma irregular com o escoamento da água de dentro para fora da moradia. A Defesa Civil de Olinda contabilizou até o fim desta manhã 20 chamados da população entre vistorias, orientações e colocação de lonas.

No Córrego do Jenipapo, na Zona Norte do Recife, um muro de arrimo cedeu durante a madrugada
No Córrego do Jenipapo, na Zona Norte do Recife, um muro de arrimo cedeu durante a madrugada
Foto: JC Imagem

No Córrego do Jenipapo, na Zona Norte do Recife, um muro de arrimo de três metros de altura cedeu durante a madrugada. A estudante Larissa Armstrong viveu um grande susto ao ver a cratera bem da janela do quarto.


Mais Lidas