search close
ESTADO DE SAÚDE

Um mês depois, turista atacado por tubarão passa bem e está confiante

De acordo com o cirurgião vascular que assistiu Pablo Diego após o ataque do tubarão, a alta agora só depende da equipe de ortopedia

Bobby Fabisak/JC Imagem
Bobby Fabisak/JC Imagem
Este é 64º ataque de tubarão em Pernambuco

Ha pouco mais de um mês internado no Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife, o turista Pablo Diego Inácio de Melo, de 34 anos, vem se recuperando muito bem. De acordo com a equipe médica que o assistiu, o diagnóstico é bem positivo.

O cirurgião Vascular Aderson Pereira, que atendeu o turista, afirma que o tratamento pré-hospitalar foi fundamental para o sucesso do tratamento. Ele passou por seis cirurgias e, atualmente, está numa situação estável. "É um paciente com uma autoestima elevada, confiante das suas sequelas, mas confiante e com a cabeça erguida para o processo seguinte, que são as fisioterapias e as próteses", diz. De acordo com ele, a alta vai depender da equipe de ortopedia. "Da equipe de vascular, ele pode já ter alta", garante.

Saiba mais na reportagem de Mhatteus Sampaio:

Relembre o caso

Pablo Diego Inácio de Melo, de 34 anos, foi atacado por um tubarão enquanto tomava banho na Praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes. No local, há placas de sinalização alertando para o risco de ataques na área. 

Pablo Inácio teve a perna direita amputada e no braço direito até o antebraço. Na ocasião, o ataque foi analisado pelos pesquisadores do Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit), que concluiu que um tubarão da espécie tigre foi responsável pelo ataque.

Casos em Pernambuco

Este foi o caso de número 64 em Pernambuco e aconteceu na área de mais incidência de ataques de tubarão, na altura da igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes. O segundo lugar com sete ataques, é Acaiaca, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.