ENQUETE

Banho de mar deve ser proibido em áreas de risco de ataque de tubarão?


Em 2013, o MPPE recomendou a interdição das praias com risco de ataque de tubarão. Você acha que a entrada no mar deveria ser proibida por lei?

Maria Luiza Falcão
Maria Luiza Falcão
Publicado em 04/06/2018 às 11:33
Foto: JC Imagem/Arquivo
FOTO: Foto: JC Imagem/Arquivo
Leitura:

Em julho de 2013, a morte da turista paulista adolescente Bruna Gobbi, de 21 anos, acendeu um debate sobre a proibição de banhos de mar e surfe em áreas com risco de ataque de tubarão. A jovem atacada na praia de Boa Viagem, no Recife, foi socorrida pelos bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos.

Na ocasião, o Ministério Público de Pernambuco recomendou a interdição das praias com risco de ataques até a instalação de redes de proteção para os banhistas. Porém, até hoje, as redes não foram colocadas nem a área interditada.

Ataques em Pernambuco

As praias de Boa Viagem, no Recife, e Piedade, em Jaboatão dos Guararapes são recordistas de ocorrências de ataques de tubarão. Desde 1992, foram registrados 65 ataques no estado, a maioria numa parte do litoral que banha a região praiana de Olinda, do Recife e de Jaboatão dos Guararapes.

Dados do Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) indicam que, de 1992 até ontem, 24 pessoas morreram vítimas de ataques de tubarões no litoral pernambucano. A morte desse domingo seria o 25º caso.

A Igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, é área de maior incidência de ataques de tubarão e já contabiliza 12 ataques. O segundo lugar, com sete ataques, é Acaiaca, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.


Mais Lidas