INCIDENTES

Tristeza e homenagens na despedida de jovem morto em ataque de tubarão


José Ernesto, de 18 anos, é a 65ª vítima de incidentes com tubarão em Pernambuco; ele estava com amigos quando foi mordido e não resistiu aos ferimentos

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 05/06/2018 às 18:04
TV Jornal
FOTO: TV Jornal
Leitura:

Foi sepultado na tarde desta terça-feira (5), o corpo de José Ernesto Ferreira da Silva, de 18 anos, que morreu após ser atacado por um tubarão na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. O jovem foi enterrado no Cemitério da Saudade, também em Jaboatão.

O velório de José Ernesto Ferreira da Silva teve início na noite dessa segunda-feira (4), na casa dos avós dele. Parentes e amigos passaram a noite consolando os pais e os irmãos da vítima. Elisângela dos Anjos, mãe de garoto, estava inconsolável e disse que nunca imaginou passar por essa situação. “Muito difícil perder um filho. Eu nunca imaginei enterrar um filho meu”, comentou.

Leia também

Banho de mar deve ser proibido em áreas de risco de ataque de tubarão?

Ataque de tubarão na Praia de Piedade é o segundo em menos de 50 dias

São necessárias novas medidas, diz especialista sobre incidentes com tubarão

O jovem era capoeirista e os amigos realizaram uma homenagem a ele durante o sepultamento.

O repórter Adúlcio Lucena tem os detalhes:

Relembre o caso

José Ernesto Ferreira da Silva estava tinha 18 anos e estava na praia com o irmão e amigos
José Ernesto Ferreira da Silva tinha 18 anos e estava na praia com o irmão e amigos
Cortesia

José Ernesto Ferreira da Silva, 18 anos, estava na Praia de Piedade com o irmão e alguns amigos, na tarde desse domingo (4) quando aconteceu o ataque. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima foi encaminhada primeiramente para o Hospital da Aeronáutica, na Zona Sul do Recife, e depois transferida para o Hospital da Restauração. O jovem faleceu às 4h05 de hoje em decorrência da gravidade dos ferimentos.

O diretor médico do Hospital da Restauração, Miguel Arcanjo, afirma que José Ernesto chegou ao hospital com uma perda de sangue muito intensa. A equipe de plantão que atendeu o jovem era composta por 8 médicos e a cirurgia se estendeu por 2h30. "A lesão traumática pela mordida do tubarão foi extremamente extensa e a cirurgia foi feita para conter a hemorragia, mas, infelizmente, ele não conseguiu reagir ao tratamento", explica.

Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a mordida atingiu a perna esquerda e parte das genitais. Antes de falecer, José Ernesto teve o fêmur e parte do pênis amputados com a mordida do animal, além de duas paradas cardíacas.

Ataques em Pernambuco

Desde quem os ataques começaram a ser monitorados, em 1992, este foi o caso de número 65 em Pernambuco e aconteceu na área de mais incidência de ataques de tubarão, na altura da igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, que já contabiliza 12 ataques. O segundo lugar, com sete ataques, é Acaiaca, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.


Mais Lidas