Estados unidos

Indicado ao Nobel por combater violência sexual é preso por pedofilia


O jovem de 22 anos é acusado de exploração sexual, posse, recebimento e distribuição de pornografia infantil

Mayra Milenna Gomes
Mayra Milenna Gomes
Publicado em 04/07/2018 às 9:03
Foto: Divulgação
FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Um jovem indicado ao Prêmio Nobel da Paz por combater violência sexual contra crianças foi preso pela polícia dos Estados Unidos por praticar o que enfrentava. Joel Davis, de 22 anos, estudante da Universidade de Columbia, trocou mensagens de cunho sexual com policiais disfarçados nas quais demonstrava interesse em praticar sexo com bebês de menos de 2 anos de idade. Ele enviou também fotos de crianças sendo estupradas por adultos e admitiu ter abusado um garoto de 13 anos em seu apartamento em Nova Iorque.

O caso veio à tona no último dia 28 de junho. Segundo matéria publicada pelo The New York Times, ele pode pegar prisão perpétua por estimular sexualmente um jovem menor de 18 anos. Ele também é acusado de exploração sexual de um menor, posse de pornografia infantil e recebimento e distribuição de pornografia infantil.

ONG Contra Violência Sexual

Joel Davis é um dos fundadores da entidade "Youth to End Sexual Violence" (Juventude para acabar com a violência sexual) e membro de uma campanha internacional para extinguir a violência e o estupro de gênero. Em 2015, ele foi indicado ao Nobel da Paz pelo ativismo na causa contra a violência sexual.

Em artigo escrito no jornal Huffington Post em 2014 , Joel disse que a entidade fundada por ele era um exemplo de como organizações ao redor do mundo, lideradas por jovens, lutam e discutem juntas por e com sobrevivente de estupro, ativistas e líderes. Ele ainda ressaltou o uso das redes sociais e da tecnologia para prevenir e proteger essas pessoas.

Joel Davis foi preso por abusar de crianças
Joel Davis foi preso por abusar de crianças, crime que publicamente combatia
Foto: Reprodução

Mais Lidas