resgate

Até esta segunda, oito meninos foram retirados da caverna na Tailândia


Agora, restam apenas quatro crianças na caverna, além do treinador

Mayra Milenna Gomes
Mayra Milenna Gomes
Publicado em 09/07/2018 às 13:44
Foto: YE AUNG THU / AFP
FOTO: Foto: YE AUNG THU / AFP
Leitura:

No segundo dia de salvamento, mais quatro jovens foram retirados da caverna no norte da Tailândia. Ao todo, oito meninos já foram socorridos até esta segunda-feira (9). Agora, restam apenas quatro crianças na caverna, além do treinador. A tragédia que comoveu o mundo começa a ter um desfecho mais tranquilo do que o previsto.

As 12 crianças e o técnico, encontrados no dia 2 de julho, estavam desaparecidos desde o dia 23 de junho. A expectativa inicial era de que o resgate pudesse durar até mais de um mês. Ar, temperatura, água, repouso e comida são os cinco elementos necessários durante a espera para o resgate.

A força física e o equilíbrio emocional estão entre os critérios fundamentais para saída do grupo, como explica o Tenente Coronel do corpo de bombeiros, Francisco Cantarelli.

Ouça entrevista e informações com Bruna Oliveira:

Risco

O alto risco do mergulho em caverna desafia até mergulhadores profissionais. Por isso, participam da operação de retirada 13 mergulhadores especialistas, cinco mergulhadores experientes e 30 equipes médicas.

Os meninos estão sendo identificados pela marinha por "javalis", em referência ao nome do time de futebol que eles formam. A ideia é estimular a força emocional de que eles precisam para sair de forma segura. As crianças resgatadas não estão sendo identificadas pela imprensa em respeito às famílias dos que ainda estão na caverna.


Mais Lidas